29 abril, 2007

Indicações Musicoliterárias


Como diria a desgastada máxima, matemos dois coelhos com uma só cajadada. O jornalista de música, produtor de rádio e professor Ashley Kahn se debruçou, ou melhor, deitou os ouvidos na história da obra-prima de Miles Davis: Kind of Blue. Ashley Kahn teve acesso às fitas master da gravação do disco - considerado por alguns especialistas como o maior de jazz de todos os tempos - e a honra de colocar as mãos em alguns documentos desse momento histórico da música nos arquivos da Columbia Records. Com todo esse material, restou ao jornalista escrever a biografia do disco, que acaba de ser lançada pelo selo Barracuda, cujo título é "Kind of Blue - A história da obra-prima de Miles Davis". O prefácio é de Jimmy Cobb, o único sobrevivente do sexteto, que ainda tinha John Coltrane, Bill Evans, Cannonball Adderley, Paul Chambers e Winton Kelly, além do sagrado Miles Davis. O livro trás tudo o que se passou no estúdio em 1959, ano em que foi gravado o disco - muitas histórias, muitas fotos, muitos relatos, muitas curiosidades e a prova de sua eternidade: "Em termos de seu impacto modal no mundo do jazz, da popularidade de seu som e composições com outros músicos e da trajetória aparentemente ininterrupta de seu sucesso entre consumidores da música, o álbum se alastra como uma enorme sombra". Ninguém se arrependerá de um dia escutar Kind of Blue; aliás, agradecerá.
Esteja dito.
Mendes Júnior.

2 comentários:

Isabela disse...

hummm....interesting!

bjs

Andréa disse...

Mendes venho agradecer a sua ilustre presença na minha humilde vida, assim posso saber mais facilmente as coisas boas que o mundo ainda tem!
Adorei o artigo ;)